Quem Somos

A Transtejo e Soflusa prestam um serviço público de transporte fluvial integrado no sistema global da Área Metropolitana de Lisboa, sendo elemento fundamental na travessia do Tejo, subordinado a padrões de elevada qualidade e segurança. Este conceito de transporte público pretende integrar um sector de serviços flexível, orientado para o cliente.
Nesse processo que vem de longe, a viagem de que nos ocupamos começou com a fundação da Transtejo, em 1975 e posteriormente, com a criação da Soflusa, em 1993.

Nessa travessia que diariamente realizamos consigo, sabemos que cada minuto é precioso.

Tendo como objetivo a constante melhoria da qualidade do serviço público, a nossa empresa é parte integrante de um sistema de mobilidade articulado e integrado, de forma a oferecer maior comodidade, conforto e economia de tempo aos clientes que todos os dias utilizam os transportes públicos.

Por isso, a consolidação das nossas empresas é fruto das nossas exigências: o seu conforto, a sua tranquilidade e o seu bem-estar.

Num dia-a-dia cada vez mais competitivo, viajar na Transtejo e na Soflusa é entrar num mundo onde apenas o seu destino importa. Temos vindo a renovar a nossa frota, construímos novos terminais, novos parques de estacionamento, com a preocupação de melhor o servir.

Todos os dias procuramos novas formas de tornar a sua viagem perfeita, porque queremos ser a solução natural para chegar à outra margem.

O Grupo Transtejo tem como missão a prestação do serviço de transporte público fluvial de passageiros e veículos com padrões elevados de qualidade e segurança, segundo critérios de sustentabilidade económico-financeira, social e ambiental.

Promover a mobilidade sustentável, seguindo uma estratégia integrada de transportes para a Área Metropolitana de Lisboa e ser reconhecido pelo seu bom desempenho em termos de conforto, economia de tempo e qualidade do serviço proporcionado aos seus clientes.

Os valores de natureza ética que regem a atuação do Grupo e dos seus colaboradores são, entre outros, os seguintes:

– Respeito pelos direitos das pessoas, pelos princípios da não discriminação, da igualdade de oportunidades e do cumprimento da legislação;
Proteção do ambiente e promoção da segurança de pessoas e bens;
Integridade e ética na relação com clientes e fornecedores;
Melhoria constante do serviço;
Eficiência nos custos e investimentos para reduzir/conter o esforço financeiro do Estado.